GOSTOU DA PEQUENA AMOSTRA QUER COMPRAR

Pesquisar este blog

quinta-feira, março 07, 2013

VERDADE



Oh! Verdade,
Triste verdade
Que me perdoe,
Não posso nisso
Por a culpa na
Minha pouca idade.
Fiz e se fiz ,
Não posso dizer
Que foi sem querer,
Na indolência da solidão,
Não notei, que a minha
Frente hávia um abismo,
Que de dentro,
Ecoa a voz que chora
Fechado dentro de mim.
Quão rastro de sede,
Ecoa a voz triste e seca.
Do amado ser que
Um dia disse adeus.
Escrita em: 10/10/1977