GOSTOU DA PEQUENA AMOSTRA QUER COMPRAR

Pesquisar este blog

terça-feira, abril 12, 2011

NOS SEUS BRAÇOS

Braços que me abraçaram, que
me largaram e que
novamente me buscaram.
Pensando em ti,
fui a lua e sonhei, andei
Em nuvens e adormeci,
pensando em ti
acabei na rua, longe dos carinhos seus.
Sonhando, sonhei e nos meus devaneios
chamei por você, você não veio,
não vi o céu e o chão me era abrigo,
brigo, briguei e não ti larguei
no jogo do amor, joguei todas as
cartas, perdi, abri o leque, desfiei o
rosário, de contas falsas fui
delapidando o meu amor, perdi
o valor da perola.
Passando, passei, não
encontrei o amor
que um dia sonhei.
O que sonhei pra mim,
ele depositou no regaço dela.
O que pensei que fosse
pedra era lama.
Hoje grito por você, mas
não é por mim que arde
a sua chama.
Não sou aquele que divide a sua cama.

ESCRITA EM 28/12/1979